quarta-feira, 17 de novembro de 2010

A Inquisição

A Inquisição portuguesa manteve-se activa durante cerca de três séculos e instaurou processos a algumas dezenas de milhares de pessoas. Quantas?
As respostas são variadas e vão de umas vinte e poucas mil até cerca de quarenta e cinco mil.
Mas a pergunta seguinte é: em quantos destes processos foram os respectivos réus entregues ao braço secular, para execução capital?
Também aqui os números variam, de entre uns mil e duzentos até um pouco mais que dois mil.
Poderíamos assentar em que terá havido umas 500 execuções por século, o que não estará muito longe da verdade.
Este número, ao lado do das mortes provocadas pelas ditaduras da esquerda, da nazi ou da fascista e doutras, no século XX, parece insignificante.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.